CCEE projeta sobrecontratação de 105,1% para distribuidoras em 2021

123
Foto: Alain Schroeder/União Europeia

São Paulo – Em 2021, o volume contratado de energia das distribuidoras corresponderá a 105,1% da carga registrada durante o ano, abaixo dos 109,1% registrados em 2020 e bem próximo de teto regulatório de 105%, informou a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE).

Segundo o órgão, embora o limite de sobrecontratação esteja em discussão pela Agência Nacional de Energia Elétrica, não há nenhuma sinalização de mudança neste ano.

Em 2021, as distribuidoras deverão contar com contratos de 47,6 gigawatts (GW) médios, amparados por uma carga de 45,2 GW médios, segundo a estimativa do órgão.

Os resultados consideram a adoção de medidas para aprimorar a gestão da contratação de energia para garantir uma operação mais eficiente de todo o sistema e a modernização da contratação do mercado regulado, disse a CCEE.

De acordo com levantamento do órgão, a contratação das empresas de distribuição só deve voltar a ficar abaixo dos volumes consumidos de energia em 2025.

2020

No ano passado, as distribuidoras brasileiras registraram um volume contratado de energia correspondente a 109,1% da carga registrada no período, abaixo do limite regulatório, reflexo da redução do consumo de energia elétrica causado pela pandemia de covid-19, disse a entidade.

Em 2020, enquanto a carga no Ambiente de Contratação Regulada (ACR) chegou a 43,5 GW médios, os contratos registrados pelo conjunto das distribuidoras atuantes no país somavam 47,5 GW médios.