Casos globais de covid-19 passam de 6,5 milhões, diz Johns Hopkins

409
Imagem microscópica do coronavírus
Imagem microscópica do coronavírus causador da COVID-19. (Foto: C.S. Goldsmith e A. Tamin/CDC)

São Paulo – O número de pessoas infectadas pelo novo coronavírus no mundo passou de 6,5 milhões, segundo dados compilados pela Universidade Johns Hopkins, dos Estados Unidos, e agora soma 6.530.067. As mortes por covid-19 totalizam 380.773.

Nos Estados Unidos, país com o maior número de contaminações no mundo, os casos somam 1.851.520, e o número de mortes é de 107.175. A maioria dos óbitos está no estado de Nova York, epicentro da doença no país, com 30.019 falecidos.

Depois dos Estados Unidos, o Brasil é o país com o maior número de infecções, com 584.016 casos, e 39.811 mortes. A Rússia aparece em terceiro lugar, com 440.538 casos de covid-19, e 5.376 óbitos. Em quarto lugar está o Reino Unido, com 281.270 contaminados e 39.811 mortes pela doença.

Além disso, os dados da Universidade Johns Hopkins mostram que mais de 2,8 milhões de pessoas diagnosticadas com covid-19 recuperaram-se em todo o mundo, totalizando 2.820.488.

O sistema de contagem da Johns Hopkins compila informações da Organização Mundial da Saúde, do Centro de Controle de Doenças norte-americano, Centro de Controle e Prevenção de Doenças europeu e do Ministério da Saúde da China, além de relatos da mídia, departamentos locais de saúde e comunicados online de médios e outros profissionais da saúde.