Casos diários da covid-19 nos EUA superam 150 mil pela primeira vez

201
Empire State Building iluminado em vermelho em homenagem aos socorristas durante pandemia de covid-19 em Nova York / Foto: ONU

São Paulo, 13 de novembro de 2020 – O número de casos diários do novo coronavírus nos Estados Unidos superou 150 mil pela primeira vez desde o início da pandemia, segundo dados compilados pela Universidade Johns Hopkins, enquanto as hospitalizações seguem aumentando no país.

O país registrou nas últimas 24 horas 153.496 novos casos de covid-19, depois de ter reportado 143.231 infecções no dia anterior, e marcando o décimo dia seguido com infecções diárias acima de 100 mil.

No total, os Estados Unidos – país que possui o maior número de infecções e de mortes no mundo – têm 10.555.435 pessoas contaminas pelo novo coronavírus e 242.435 óbitos ligados à doença, alta de 919 em 24 horas, depois do avanço de 1.381 um dia antes.

A Califórnia se tornou o segundo estado norte-americano a ultrapassar 1 milhão de casos, com 1.006.099 infecções. O Texas superou ontem a marca, e reportou 1.024.073 contaminações até o momento. O terceiro estado com mais casos no país é a Flórida, com 863.619.

O estado de Illinois reportou avanço diário recorde de casos pelo segundo dia consecutivo, com 12.702, depois da alta de 12.657 um dia antes. Já Ohio e Minnesota superaram os 7 mil casos diários pela primeira vez, enquanto Pensilvânia e Indiana registraram mais de 6 mil.

As hospitalizações por covid-19 também estão aumentando no país, e alcançaram o recorde de 67.069, de acordo com dados do Projeto Rastreamento Covid – um esforço colaborativo executado por voluntários para rastrear a pandemia em andamento nos Estados Unidos. Os dados mostram ainda que há 12.796 paciente atualmente internados em UTIs, o maior número desde 2 de maio.