Casos diários de covid-19 caem na Europa; países aliviam restrições

Foto: União Europeia (UE)

São Paulo – O número de contaminações diárias provocadas pelo novo coronavírus caiu na Europa, de acordo com dados dos governos nacionais, em meio a avanços na campanha de vacinação, o que está levando ao alívio de restrições em várias partes do continente.

A França reportou 5.780.379 casos, alta de 3.292 em um dia, depois do avanço de 19.124 de ontem, enquanto os óbitos por covid-19 em hospitais no país aumentaram em 292 em 24 horas, para um total de 106.684, segundo o governo do país.

Já o Reino Unido reportou 4.439.691 casos do novo coronavírus, avanço de 2.474 em um dia, depois da alta de 2.628 de ontem. As mortes subiram em 20 em 24 horas, para 127.629.

A Itália reportou um total de 4.123.230 infecções, um avanço de 6.946 em um dia, após a alta diária de 10.554 de ontem. As mortes, por sua vez, subiram em 251 em 24 horas, para 123.282 mortes.

A Espanha, por sua vez, relatou um total de 3.586.333 contaminações, um avanço de 2.768 em 24 horas, após a alta de 3.933 de ontem, segundo o Ministério de Saúde do país. As mortes somam 79.100, uma alta de 251 considerando os últimos sete dias.

Na Alemanha, as contaminações por covid-19 somam 3.533.376, uma alta de 6.125 em um dia, depois do avanço diário de 18.485 de ontem, de acordo com dados do Instituto Robert Koch, agência responsável pelo controle e prevenção de doenças no país. As mortes provocadas pela doença subiram em 283 em 24 horas, para 85.112.

A presidente da Comissão Europeia, Ursula Von der Leyen, anunciou no final de semana que mais de 200 milhões de doses de vacinas contra covid-19 foram aplicadas no bloco, no caminho para alcançar a meta de imunizar 70% da população adulta até meados do ano.

A queda nas taxas de infecção e o avanço nos programas de vacinas tem levado países europeus a aliviarem restrições. O governo francês planeja aliviar o toque de recolher noturno em vigor no país a partir de 19 de maio, bem como permitir a reabertura de bares, cafés e restaurantes com serviços em áreas externas.

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, confirmou ontem que o roteiro de reabertura Inglaterra progredirá conforme planejado, com a etapa três a partir de 17 de maio, que permite a retomada da hospitalidade e o entretenimento internos, bem como as viagens ao exterior não essenciais.

O parlamento alemão, por sua vez, aprovou na quinta-feira passada novas regras que dão privilégios a pessoas que foram vacinadas contra covid-19 ou se recuperaram da doença, sem a necessidade de cumprirem toques de recolher e regras de quarentenas.