Casos de covid-19 no mundo passam dos 60,5 milhões, diz Johns Hopkins

Pessoas esperam em fila para fazer teste em Nova York / Foto: ONU

São Paulo — O número de pessoas infectadas pelo novo coronavírus no mundo ultrapssou os 60,5 milhões, enquanto as mortes pela doença já chegam a mais de 1,4 milhão, segundo dados compilados pela Universidade Johns Hopkins. Os casos globais de covid-19 somam 60.541.397 e os óbitos totalizam 1.424.224.

Nos Estados Unidos, país que possui o maior número de contaminações e de mortes no mundo, as infecções somam 12.780.047. O país reportou 181.490 novos casos da doença em 24 horas, acima dos 172.935 registrados um dia antes. As mortes por covid-19 totalizam 262.283.

Depois dos Estados Unidos, a India tem o maior número de infecções provocadas pelo novo coronavírus, com 9.266.705 casos e 135.223 óbitos. O Brasil, que aparece em terceiro lugar em número de casos de covid-19, tem 6.166.606 infectados. As mortes no país totalizam 170.769.

Na Europa, a França tem o maior número de casos, totalizando 2.221.874, e 50.700 mortes; seguida pela Espanha, com 1.605.066 casos e 44.037 óbitos pela doença, e Reino Unido, com 1.560.872 infecções e 56.630 mortes por covid-19.

O sistema de contagem da Johns Hopkins compila informações da Organização Mundial da Saúde, do Centro de Controle de Doenças norte-americano e do Centro de Controle e Prevenção de Doenças europeu, além de relatos da mídia, departamentos locais de saúde e comunicados online de médicos e outros profissionais da saúde.