Casos de covid-19 na China sobem em 28 em um dia; 21 estão em Pequim

190
Imagem microscópica do coronavírus
Imagem microscópica do coronavírus causador da covid-19. (Foto: Hannah A Bullock e Azaibi Tamin/CDC)

São Paulo – Os casos diários de infecção pelo novo coronavírus na China subiram em 28, para 83.293, em 31 províncias do país, segundo a Comissão Nacional de Saúde. As mortes somaram 4.634, nenhuma a mais do que ontem.

Entre os novos casos, 24 são de transmissões locais, sendo 21 em Pequim. Somados aos casos divulgados desde o dia 11 de junho, a capital chinesa registra 158 pessoas infectadas com sintomas, segundo cálculos da Agência CMA.

A nova onda de casos em Pequim está ligada a Xinfadi, um grande mercado de carne e vegetais no distrito sudoeste de Fengtai, que fornece a maior parte dos vegetais e fruta da cidade. Antes da transmissão ligada ao mercado, Pequim ficou 57 dias sem nenhum caso local.

Na província de Hubei, onde o vírus foi detectado pela primeira vez em dezembro do ano passado, foi reportado dois novos casos, elevando o número de infectados para 68.143. A província não reportou nenhuma morte a mais, mantendo o total de óbitos em 4.512.

A China reportou três novos casos suspeitos, todos em Pequim. Além disso, notificou oito novos casos de infecções sem sintomas, seis deles locais, e 111 pacientes assintomáticos seguem sob observação médica. Ao mesmo tempo, 15 pessoas receberam alta, levando o total de pessoas curadas para 78.394.

Nas regiões administrativas especiais da China, foram confirmados 1.610 casos, sendo 1.120 deles em Hong Kong, com quatro mortes e 1.071 pacientes dispensados; 45 em Macau, onde 45 pacientes receberam alta; e 445 em Taiwan, onde houve sete morte e 434 pacientes foram liberados do hospital.