Casos confirmados no Brasil têm vírus com genomas distintos

279
Foto: Cecília Bastos/USP Imagens

São Paulo – O genoma do coronavírus isolado no segundo paciente brasileiro diagnosticado com a doença no sábado (29) é diferente do encontrado no primeiro caso, confirmado alguns dias antes. As informações são de Karina Toledo, da Agência Fapesp.

“O primeiro isolado se mostrou geneticamente mais parecido com o vírus sequenciado na Alemanha. Já este segundo genoma assemelha-se mais ao sequenciado na Inglaterra. E ambos são diferentes das sequências chinesas”, disse Ester Sabino, diretora do Instituto de Medicina Tropical (IMT) da Universidade de São Paulo (USP).

“Tal fato sugere que a epidemia de coronavírus está ficando madura na Europa, ou seja, já está ocorrendo transmissão interna nos países europeus. Para uma análise mais precisa, porém, precisamos dos dados da Itália, que ainda não foram sequenciados”, acrescentou.