Campos Neto diz que boato de que teria candidato para sucedê-lo no comando do BC é ‘fake news’

199
Presidente do Banco Central do Brasil, Roberto Campos Neto Foto: Raphael Ribeiro/BCB

São Paulo, O presidente do Banco Central (BC), Roberto Campos Neto, disse hoje que não tem candidato nenhum para sucedê-lo no comando. O banqueiro fez uma fala descontraída a respeito de notícias que chegam a ele e que não são verdade. “Farei uma transição tranquila, independente de quem for.”

“Também não penso abrir fintech nenhuma em Miami, não sei de onde tiraram isso”, disse, em palestra ministrada na manhã de hoje, em evento de Inovação promovido pela Lide.

Desde fevereiro de 2021, quando foi sancionada a Lei de Autonomia do Banco Central, os mandatos passaram a ser fixos ao seu presidente e aos diretores em formato intercalado para um mandato de quatro anos, com direito a uma recondução. Campos Neto fica até dezembro de 2024.

Na última terça-feira, o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, disse que a escolha de um sucessor para Neto será feita de modo “natural”. A decisão de indicar um novo presidente para a autoridade monetária cabe ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) – que é crítico do atual chefe do banco.

Lula indicou 4 nomes para a diretoria do banco durante seu 3º mandato: Gabriel Galípolo (Política Monetária), Ailton Aquino (Fiscalização), Paulo Picchetti (Assuntos Internacionais e Gestão de Riscos Corporativos) e Rodrigo Teixeira (Administração).

Para Haddad, o objetivo da Fazenda é “institucionalizar” as conversas do ministério com o Banco Central. Lula, entretanto, já subiu o tom contra Campos Neto em 2024. O presidente disse em 11 de março que o chefe do BC contribui para um “atraso monetário” no Brasil.”

O mandatário esteve na Lide para falar da agenda de inovação que o banco central vem tocando nos últimos anos – e cujo início foi dado com o lançamento do Pix. Segundo ele, o Brasil passou a contar com 92% de sua população bancarizada por causa do pagamento instantâneo, e somente no ano passado 144 milhões de pessoas fizeram uso da ferramenta.

Com a tokenização da Economia, a maior transformação é a tokenização de ativos para negociação, gerando ganhos de eficiência, na visão do banqueiro.