Campanha de Trump entra com ação para barrar contagem em Michigan

166
O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump / Foto: Casa Branca

São Paulo, 4 de novembro de 2020 – A campanha do presidente norte-americano, Donald Trump, entrou com uma ação judicial para impedir a contagem dos votos em Michigan, alegando que foi negado o acesso aos locais de contagem no estado.

“A campanha do presidente Trump não teve acesso significativo a vários locais de contagem para observar a abertura das cédulas e o processo de contagem, conforme garantido pela lei de Michigan”, disse o chefe de campanha do Trump, Bill Stepien, em nota.

“Nós entramos com uma ação hoje no Tribunal de Reclamações de Michigan para interromper a contagem até que o acesso significativo seja concedido. Também exigimos a revisão das cédulas que foram abertas e contadas enquanto não tínhamos acesso significativo. O presidente Trump está empenhado em garantir que todos os votos legais sejam contados em Michigan e em qualquer outro lugar”, acrescentou.

Stepien reconheceu que a disputa no estado segue acirrada. “Como os votos em Michigan continuam a ser contados, a corrida presidencial no estado segue extremamente acirrada, como sempre soubemos que seria”, afirmou.

Segundo contagem da Associated Press (AP), com 96% das urnas apuradas, Joe Biden tem 49,7% dos votos em Michigan contra 48,8% de Trump.