Cade autoriza Raízen a comprar 81,5% da Cosan Biomassa

149

Por Gustavo Nicoletta

São Paulo – O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) autorizou, sem restrições, a Raízen a comprar uma fatia de 81,5% na Cosan Biomassa que é detida atualmente pelo Grupo Cosan. Em parecer, a superintendência do Cade afirma que a operação é livre de problemas concorrenciais.

A Raízen desenvolve atividades relacionadas à produção e comércio de açúcar e etanol, além de atuar na distribuição de outros combustíveis líquidos e determinados produtos derivados de petróleo no Brasil.

O Grupo Cosan atua nos segmentos de distribuição de combustíveis líquidos, produção e distribuição de óleos lubrificantes, gestão de terras agrícolas, produção de açúcar e etanol, distribuição de gás natural e logística ferroviária e portuária.

A Cosan Biomassa produz e comercializa apenas para alguns clientes no exterior pellets de bagaço e palha de cana-de-açúcar.

“Os principais insumos utilizados pela Cosan Biomassa para produção de pellets são o bagaço e palha de cana-de-açúcar que são fornecidos, cativamente, pela Raízen Energia. Desta forma, o cultivo de cana-de-açúcar e a produção de pellets já seria uma integração vertical preexistente, pouco afetando o ambiente concorrencial”, disse o Cade.