BTG Pactual eleva preço-alvo e reitera compra; ações têm leve alta

166
Foto divulgação: Totvs

São Paulo – O BTG Pactual elevou o preço-alvo das ações da Totvs de R$ 28,00 para R$ 38,00 e reiterou a recomendação de compra em meio a sólidos resultados em 2020 e após a companhia ter remodelado a Techfin, sua unidade de serviços financeiros. Às 13h30 (horário de Brasília), as ações (TOTS3) tinham alta de 0,64%, a R$ 31,04, entre as únicas altas do Ibovespa hoje.

“No segmento de software, a empresa mal sentiu a pandemia e tem batido nossas projeções todos os trimestres, eles entregaram uma margem ebitda de 23,6% no terceiro trimestre de 2020, quase idêntico ao que usamos perpetuamente em nosso antigo modelo”, disseram os analistas do BTG, em relatório.

A expectativa é que os resultados também continuem melhorando nos próximos trimestres, lembrando que a maioria dos contratos é reajustado pelo índice IGP-M, que teve forte alta. Com os preços revisados anualmente, haverá um efeito positivo, junto com uma aceleração nas receitas recorrentes conforme o período de carência dado a novos clientes durante a pandemia chega perto do fim.

A previsão é que a área de software tenha um ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) 12% mais alto em 2020 do que o banco esperava no início do ano passado. Para 2021 e 2022, a expectativa é que o ebitda fique 10% maior do que o previsto anteriormente.

Os analistas do BTG ainda comentaram que a conclusão da compra da financeira Supplier foi concluída durante um período turbulento com a pandemia, mas que o pior já ficou para trás e a Totvs pode começar a impulsionar os resultados da empresa.