BTG Pactual eleva preço-alvo da Via Varejo e mantém compra

190

São Paulo – O BTG Pactual elevou o preço-alvo das ações da Via Varejo de R$ 13,00 para R$ 21,00 e manteve a recomendação de compra conforme incorporou o resultado do terceiro trimestre da varejista no seu modelo. O analistas do bancos destacam a melhora operacional das lojas físicas e performance mais forte do online.

O BTG lembra que, desde o ano passado, a empresa revelou iniciativas de recuperação de suas operações, visando inicialmente melhor desempenho das lojas, mais capacidade online, melhor mix de produtos, maior eficiência de custos, entre outros.

“Enquanto ainda vemos a Via Varejo como uma obra em andamento, o forte aumento do tráfego nos últimos meses (um dos principais pilares para qualquer plataforma de comércio eletrônico), aproveitando a rapidez dos consumidores na migração de offline para online e demanda crescente por categorias mais discricionárias, parece promissor”, disseram em relatório.

Os analistas ainda afirma que a liquidez da rede também está sob controle, possibilitando mais investimentos, e que foi apresentado um “conjunto decente de resultados no terceiro trimestre, com expansão do comércio eletrônico e alavancagem operacional como principais pontos positivos”.

Às 16h08 (horário de Brasília), as ações da Via Varejo (VVAR3) tinham leve queda de 0,44%, a R$ 45,66.