Braskem registra prejuízo de R$ 2,4 bi no segundo trimestre

218
Foto: Divulgação/Braskem

São Paulo – A Braskem registrou prejuízo líquido de R$ 2,476 bilhões no segundo trimestre de 2020, revertendo o lucro de R$ 84 milhões visto um ano antes. A receita líquida somou R$ 11,188 bilhões no período, 16% menor que o visto na mesma base de comparação.

De acordo com a petroquímica, o prejuízo no trimestre foi em função, principalmente, da provisão adicional de R$ 1,6 bilhão referente ao evento geológico de Alagoas e do impacto da variação cambial no resultado financeiro dada a depreciação do real ante o dólar sobre a exposição líquida no montante de US$ 2,854 milhões

O ebitda recorrente, que tira PIS/Cofins da base de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), subiu 2% e totalizou R$ 1,655 bilhão na mesma base de comparação.

Em dólar, a empresa teve prejuízo de US$ 469 milhões no segundo trimestre, revertendo o lucro de US$ 25 milhões na comparação anual. A receita de vendas caiu 39% no período e somou US$ 2,082 bilhões. Já o ebitda recorrente alcançou US$ 310 milhões no trimestre, queda de 25% ante o mesmo período de 2019.

No âmbito operacional, a demanda de resinas no mercado brasileiro (PE, PP e PVC) foi de 1,134 milhão de toneladas, retração de 10% ante o mesmo trimestre do ano passado, em função do desaquecimento da economia, impactada pela pandemia do coronavírus.

A taxa de operação das resinas no mercado brasileiro alcançou 75% no segundo trimestre do ano. As vendas de resina no Brasil caíram 12% e somaram 1,051 milhão de toneladas no período.

Os spreads de petroquímicos de resinas foram de US$ 478 por tonelada, uma alta de 5% no segundo trimestre na comparação anual. O preço de resina no período caiu 27% e somou US$ 710 por tonelada.

Ao final do trimestre, a dívida líquida da petroquímica era de US$ 6,332 bilhões, 33% superior que o visto no mesmo período do ano passado. A alavancagem, medida pela relação dívida líquida por ebitda recorrente, encerrou o período em 7,11 vezes, alta de mais de duas vezes na mesma base de comparação.

No período, a geração livre de caixa foi negativa em R$ 980 milhões, explicado pela variação negativa do capital de giro por conta da redução de compra de nafta de fornecedores internacionais e da queda do preço da nafta no mercado internacional.

A Braskem disse, porém, que este efeito foi parcialmente compensado pelo menor custo dos estoques e pela monetização de créditos de PIS/Cofins no valor de R$ 333 milhões no segundo trimestre.

Em relação aos investimentos, com o objetivo de preservar o caixa para manter a solidez financeira e a resiliência dos seus negócios, a empresa alterou o valor de capex previsto para 2020, passando de US$ 721 milhões para US$ 603 milhões.