Braskem diz que recuperação judicial da Odebrecht não muda seu controle

Por Allan Ravagnani

São Paulo – A Braskem informou que, em virtude do pedido de recuperação judicial da controladora OSP Investimentos – do grupo Odebrecht, não houve qualquer alteração no controle acionário da petroquímica, permanecendo a totalidade das ações detidas pela OSP Investimentos.

A Braskem também informou que não tem valores relevantes a receber da ODB e que a recuperação judicial não acarreta vencimento antecipado de suas dívidas.

Na última segunda-feira (17), a Odebrecht entrou com pedido de recuperação judicial de R$ 51 bilhões na 1 Vara de Falências e Recuperações Judiciais do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP). O valor considera apenas os créditos concursais, excluí os créditos entre as próprias empresas do grupo e créditos extraconrcursais. Considerando todos os débitos, a dívida da empresa chega a de R$ 98 bilhões.

Segundo a companhia, o pedido de recuperação judicial não inclui as subsidiárias Braskem, Odebrecht Engenharia e Construção, Ocyan, OR, Odebrecht Transport, Enseada Industria Naval, assim como alguns ativos operacionais na América Latina e suas subsidiárias.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com