Brasil tem superávit em conta corrente de US$ 5,663 bi em abril

São Paulo – O superávit em conta corrente do Brasil cresceu de US$ 199 milhões em abril do ano passado para US$ 5,663 bilhões no mesmo mês deste ano, de acordo com dados divulgados pelo Banco Central (BC). No acumulado de janeiro a abril, houve déficit de US$ 9,717 bilhões, queda de 54,6% em base anual, e em 12 meses o déficit em conta corrente soma US$ 12,389 bilhões, ou o equivalente a 0,84% do PIB.

O superávit na conta de capital diminuiu 63,27% em abril na comparação com o mesmo período do ano passado, para US$ 9 milhões, e no acumulado de janeiro a abril houve superávit de US$ 76 milhões, queda de 48,99% em relação a um ano antes. Na conta financeira, o superávit cresceu quase cinco vezes em abril na comparação com o mesmo período do ano passado, para US$ 5,63 bilhões, e no acumulado do ano houve déficit de US$ 10,111 bilhões, queda de 50,65% em relação a um ano antes.

O superávit no balanço de pagamentos atingiu US$ 2,039 bilhões em abril, após déficit de US$ 2,039 bilhões no mesmo período do ano passado, e no acumulado de janeiro a abril houve déficit de US$ 2,157 bilhões, queda de 91,45% em relação a um ano antes.

O investimento direto no país dobrou em abril ante o mesmo período do ano passado, para US$ 3,544 bilhões, e no acumulado do ano soma US$ 21,253 bilhões, alta de 49,12% em base anual. Em 12 meses o investimento estrangeiro no país soma US$ 41,168 bilhões, ou o equivalente a 2,8% do PIB.

No mês passado, o governo previa que o saldo em conta corrente ficaria em US$ 5,7 bilhões em abril, com investimento direto no país em US$ 4,9 bilhões. Para maio, a previsão do BC é de superávit em conta corrente de US$ 3,6 bilhões, com investimento direto de US$ 2,3 bilhões.