BR Distribuidora não declarou força maior e garante contratos

248

São Paulo – A BR Distribuidora afirmou que diante da crise que assola o país, desencadeada pela pandemia do Covid-19, nome do novo coronavírus, comunicou seus fornecedores e parceiros, na última semana, que a partir de agora precisa distribuir os volumes contratados de acordo com as demandas e necessidades do mercado.

Além disso, a empresa ressaltou que não declarou força maior e nem sugeriu ou sequer cogitou o cancelamento de contratos, visando somente reduzir o volume mensal de aquisição em percentual superior ao previsto em contrato, sem que isso implique em descumprimento do acordo

Ontem, a União da Indústria de Cana-de-açúcar (Unica) disse que o mercado sucroenergético foi surpreendido com anúncios de rompimento de contratos sob a alegação de cláusula de força maior por conta da pandemia do coronavírus, e que estas medidas podem prejudicar economicamente as usinas.

Em nota, a associação disse que algumas empresas e órgãos públicos têm alegado que a disseminação do coronavírus no Brasil seria causa suficiente para desobrigá-los em relação às aquisições de etanol e energia elétrica assumidas anteriormente com os produtores.

Por outro lado, a BR ressalta que tomou algumas medidas junto a sua revenda, prorrogando o prazo para cumprimento do volume contratado, entendendo que o momento é de espírito colaborativo, unindo forças para minimizar o impacto da crise em todos os atores envolvidos.