BR Distribuidora lança programa de desligamento estimado em R$ 780 mi

Por Leandro Tavares

São Paulo – A BR Distribuidora lançou seu plano de transformação organizacional para se alinhar às melhores práticas de mercado, que visa direcionar o foco da companhia para o conjunto de 10 iniciativas que vêm sendo implementadas desde o follow on.

Em comunicado, a empresa explicou que a nova estrutura estará válida a partir de janeiro de 2020 e prevê a criação de três novas diretorias não estatutárias, que serão ocupadas por Henry Hadid, como diretor Jurídico, Auditoria e Compliance; Aspen Andersen, como diretor de TI e Digital, e Leonardo Burgos, como diretor de Desenvolvimento de Negócios e Marketing.

Além disso, o plano inclui o Programa de Desligamento Optativo (PDO), com o objetivo de apoiar o ajuste da composição da força de trabalho por de uma solução estruturada e com as melhores opções para seus empregados. O programa estará aberto de 12 a 19 de novembro para todos os empregados, com desligamentos previstos para 10 de dezembro.

Segundo a companhia, o custo de implementação do plano está estimado em aproximadamente R$ 780 milhões, com uma redução total de custo também estimada em cerca de R$ 650 milhões anualizados. “Importante ressaltar que referidos valores são preliminares e os ganhos estimados deverão se concretizar gradualmente ao longo de 2020 conforme a implementação das ações do plano”, diz o comunicado.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com