Bolsonaro vai assinar ficha de filiação ao PL no próximo dia 22

Presidente Jair Bolsonaro discursa após cerimônia de posse do Ministro de Estado da Cidadania, Joao Roma, e do Ministro de Estado Chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República, Onyx Lorenzoni e sanção da Lei da Autonomia do Banco Central. (Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

Brasília – O presidente Jair Bolsonaro se reuniu, nesta quarta-feira, com o presidente nacional do PL, Valdemar Costa Neto, e acertou sua filiação ao partido. A solenidade de filiação está marcada para o próximo dia 22 de novembro, em Brasília. “Vou levar mais solução do que problemas ao PL”, disse Bolsonaro, antes do encontro no Palácio do Planalto.

“O presidente da República, Jair Bolsonaro, assinará a ficha de filiação do partido Liberal na manhã do próximo dia 22, em evento político dos liberais, a ser realizado em Brasília”, diz nota oficial do PL.

Bolsonaro está sem partido desde o primeiro ano de governo, quando rompeu com o presidente do PSL, deputado Luciano Bivar (PE). Ele anunciou sua desfiliação do PSL, pelo qual disputou a eleição presidencial, no dia 12 de novembro de 2019. No mesmo dia informou que criaria o Aliança pelo Brasil, mas não conseguiu cumprir as exigências da legislação eleitoral para formação de um partido.

Pela manhã, em entrevista a uma rádio do Espírito Santo, o presidente disse que faltava acertar com o PL o lançamento de candidaturas a governador e a senador em São Paulo. “Se eu vier a disputar a reeleição, eu quero ter um candidato ao governo de São Paulo, ao Senado e uma bancada de indicados (para disputar cadeiras na Câmara dos Deputados)”, afirmou.

Na mesma entrevista, o presidente não confirmou articulações que estariam acontecendo para que o PP, partido do ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira, e do presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, indique o vice na sua chapa. “Há muita especulação”, afirmou.