Bolsonaro demite secretário de cultura Roberto Alvim

547
O presidente da República, Jair Bolsonaro. (Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil)

Priscilla Oliveira

Brasília – O presidente Jair Bolsonaro demitiu o secretário de Cultura, Roberto Alvim, que na madrugada divulgou vídeo no qual copia trechos do discurso do ministro da propaganda nazista, Joseph Goebbels, sobre o que seria o ideal artístico do governo brasileiro.

“Comunico o desligamento de Roberto Alvim da secretaria de Cultura do governo. Um pronunciamento infeliz, ainda que tenha se desculpado, tornou insustentável a sua permanência. Reitero nosso repúdio às ideologias totalitárias e genocidas, bem como qualquer tipo de ilação às mesmas. Manifestamos também nosso total e irrestrito apoio à comunidade judaica, da qual somos amigos e compartilhamos valores em comum”, afirmou Bolsonaro em nota.

Desde a divulgação do vídeo, Alvim vinha sendo criticado. O presidente da Câmara dos deputados, Rodrigo Maia, disse que o secretário deveria ser afastado imediatamente do cargo e o presidente do Senado, David Alcolumbre, manifestou repúdio às declarações e também pediu o afastamento imediato de Alvim.