Bolsa barata aumenta chance de retornos elevados de 12 a 24 meses, diz Guide

253
Foto: Agência Brasil / Marcello Casal Jr.

São Paulo – Pelas principais métricas de valuation, o Ibovespa, principal índice da B3, está barato. Contudo, isto indica que as chances de um retorno elevado nos próximos 12 a 24 meses são elevadas, mas isto não indica que uma recuperação nos preços é iminente, avalia a Guide Investimentos.

“Acreditamos que para a materialização de um desempenho positivo do Ibovespa nos próximos meses é importante ter uma mudança de narrativa (atualmente o valuation barato ainda é atribuído à juros altos, risco político, risco de recessão nos EUA), o que não deve ocorrer no curtíssimo prazo. Dado o preço baixo das opções atualmente, acreditamos ser atrativo manter as posições em ações e ao mesmo tempo comprar proteção usando o mercado de derivativos”, escreveram, em relatório, os analistas Fernando Siqueira, Rodrigo Crespi e Gabriel Garcia.

A análise destaca que o fato do Ibovespa estar barato está mais associado ao potencial de retorno elevado no médio prazo (12 a 24 meses por exemplo) e não que o retorno deve ser elevado no próximo mês.Na visão da Guide, um ponto importante para a materialização desta alta é a mudança na narrativa do mercado, que atualmente é que, ao menos em parte, o valuation barato reflete o risco político, juros altos, risco de recessão nos EUA, entre outros fatores.

A relação preço lucro do Ibovespa está em 7x, menor valor desde a crise de 2008. O prêmio de risco implícito no mercado de ações está próximo dos maiores níveis da história, diz o relatório, que argumenta que, historicamente, quanto mais baixo o valuation, melhor o retorno futuro. Não só no Brasil ou no Ibovespa, mas para investimentos em geral.

“Um ponto a se considerar quando se analisa a relação preço/lucro no Brasil é a influência das produtoras de commodities, como Vale, Petrobras, entre outras. Isto porque a relação preço/lucro neste grupo costuma oscilar bastante, indo para 50x ou 100x quando os preços das commodities estão baixos (e consequentemente os lucros estarão baixos também) e diminuindo muito quando o preço das commodities está elevado, como é o caso atualmente”, dizem os analistas.

Além disso, excluindo as produtoras de commodities, a relação preço/lucro do Ibovespa também está barata e a relação também está no ponto mais baixo desde a crise de 2008.

O dividend yield do Ibovespa está bastante alto, mas muito influenciado por Vale e Petrobras, que distribuíram dividendos excepcionalmente elevados nos últimos meses em função dos lucros recordes, impulsionados pela alta das commodities.

Pelo lado dos mercados internacionais, os analistas não encontraram evidência ampla de mercado de ações já baratos.

Por fim, os analistas afirmam que com esta visão de que há boas chances do retorno no mercado de ações ser elevado nos próximos meses,e sabendo dos riscos à frente, como eleições, inflação elevada, risco de recessão nos EUA, eles acreditam que uma boa estratégia é manter proteções para as posições em renda variável. “A volatilidade do mercado de ações está baixa e consequentemente o preço para se comprar proteção (opção de venda, ou put) é baixo”, finalizam.