Biden afirma que taxa de desemprego teve a maior redução já registrada em um ano

187
O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden / Foto: Casa Branca

São Paulo – O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, destacou em seu discurso sobre o relatório de empregos a importância da queda na taxa de desemprego do país, para 3,9%, a maior redução do índice em um ano já registrado.
“É a primeira vez que a taxa de desemprego fica abaixo de 4% no primeiro ano de um mandato presidencial em 50 anos”, disse Biden.
Biden creditou o sucesso dos números ao seu plano econômico, chamado de “Build Back Better” e avalia que a economia dos Estados Unidos está mais forte do que antes da pandemia. Segundo o presidente, o aumento dos salários tem intensificado a mudança de emprego entre os americanos.
“O número de encomendas entregues no tempo foi de 99%. Os trabalhadores continuaram em seus empregos e fizeram o necessário para atenderem as demandas”, explicou Biden.
O salário médio por hora no setor privado somou US$ 31,31 em dezembro, alta de 0,6% ante os US$ 31,12 registrados em novembro e alta de 4,7% em comparação aos US$ 29,91 em dezembro do ano anterior, segundo dados do Departamento do Trabalho.
“Os ganhos foram especialmente para empregos da linha de frente: restaurantes, hotéis, turismo, garçons. Todos esses trabalhadores viram seus salários subirem de maneira histórica, muito acima da inflação””, completou Biden.
O presidente salientou que as famílias americanas ainda estão sentindo o aumento de preços, porém voltou a criticar os republicanos por votarem contra o pacote econômico do governo. Congressistas da oposição afirmaram hoje que Biden ignora os problemas inflacionários enfrentados no país.
“Eles [republicanos] votaram contra o projeto que está fazendo a recuperação acontecer. Foram contra a redução de impostos à classe média, contra os investimentos necessários para reabrimos as escolas (…). Eu não vou permitir que eles atrapalhem o rumo dessa recuperação”, afirmou Biden.