Biden orienta compra de 100 mi de doses extras de vacina contra covid-19 da J&J

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden / Foto: Casa Branca

São Paulo – O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, orientou sua equipe de combate à pandemia para pedir 100 milhões de doses adicionais da vacina contra o novo coronavírus da Johnson & Johnson (J&J), dobrando o número de doses anteriormente solicitado.

“Isso permitirá ao presidente se planejar para o futuro e a segunda parte do ano”, disse o assessor da Casa Branca para Covid-19, Andy Slavitt, em coletiva de imprensa, citando que o pedido extra “dá máxima flexibilidade para nossas próximas necessidades”.

Ele disse que é prematuro dar mais detalhes sobre alterações no prazo de vacinações com o pedido adicional da J&J. Slavitt reiterou que o governo está aumentando o fornecimento de vacinas e terá o suficiente para vacinar todos os adultos até maio, citando a parceria da J&J e da Merck na produção de doses.

Slavitt afirmou ainda que o governo federal dobrou as doses semanais enviadas aos estados, além de aumentar a eficiência, com 75% das doses recebidas nos estados sendo aplicadas, ante 50% de antes de Biden assumir o cargo.

O governo também disponibilizou equipe federal para aplicar doses e aumentou locais que distribuem vacinas, com o programa de envio para mais de 9 mil farmácias.

Além disso, 16 locais administrados pelo governo federal estão operacionais agora, que já entregaram mais de 500 mil doses, e ao todo serão 20 locais, que distribuição 70 mil doses por semana.