Biden nomeia Jerome Powell para segundo mandato como presidente do Fed

187
O presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano), Jerome Powell / Foto: Fed

São Paulo – O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, indicou o atual presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano), Jerome Powell, para repetir seu mandato na presidência do órgão por mais quatro anos.

A diretora do Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc, na sigla em inglês), Lael Brainard, foi indicada para ocupar a posição de vice-presidente do banco central norte-americano.

De acordo com Biden, as indicações se devem às ações rápidas dos dois formuladores de política monetária durante os últimos anos de crise causada pela pandemia de covid-19.

“Embora ainda haja mais a ser feito, fizemos um progresso notável nos últimos 10 meses para fazer os norte-americanos voltarem ao trabalho e colocar nossa economia em movimento novamente. Esse sucesso é uma prova da agenda econômica que persegui e da ação decisiva que o Federal Reserve tomou sob a presidência de Powell e da Dr. Brainard para nos ajudar a atravessar a pior recessão da história norte-americana moderna e nos colocar no caminho para recuperação”, disse ele em comunicado.

Biden disse estar confiante no foco de Powell e Brainard para manter a inflação baixa, os preços estáveis e trabalho pleno nos Estados Unidos. “Juntos, eles também compartilham minha profunda convicção de que uma ação urgente é necessária para lidar com os riscos econômicos representados pela mudança climática e ficar à frente dos riscos emergentes em nosso sistema financeiro”, acrescentou ele.

O presidente norte-americano já havia garantido que escolheria a presidência do Fed antes do feriado de Ação de Graças, no dia 25 de novembro. A disputa estava entre Powell e Brainard, com a secretária do Tesouro, Janet Yellen, e outros moderados apoiando a permanência do primeiro e legisladores mais progressistas querendo a indicação da segunda.