Biden nomeia Bridget Brink como embaixadora dos EUA na Ucrânia

135
O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden / Foto: Casa Branca

São Paulo – O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, nomeou a oficial de serviço estrangeiro Bridget Brink para ser a próxima embaixadora norte-americana na Ucrânia, de acordo com um anúncio feito pela Casa Branca.
“Hoje, o presidente Biden anunciou sua intenção de nomear a veterana diplomata americana Bridget A. Brink para servir como Embaixadora Extraordinária e Plenipotente para a Ucrânia”, disse a Casa Branca num comunicado.
Atualmente embaixadora dos Estados Unidos na Eslováquia, Brink irá ocupar uma posição que estava oficialmente vazia desde 2019. Sua escolha tem como destaque a fala do russo, já que a Ucrânia lida com a invasão russa dentro de seu território há mais de dois meses.
Brink “passou sua carreira de 25 anos no Serviço Estrangeiro focada no avanço da política dos Estados Unidos na Europa e na Eurásia”, informou a Casa Branca.
Ela também atuou como vice-chefe de missão nas embaixadas dos Estados Unidos no Uzbequistão e na Geórgia e foi destacada no início de sua carreira em Belgrado, capital da Sérvia, e no Chipre.
Em visita à Kiev ontem, os secretários de Estado e Defesa, Antony Blinken e Lloyd Austin anunciaram o retorno progressivo dos diplomatas do país à Ucrânia. Na ocasião, Blinken disse que Biden pretendia designar Bridget Brink para o cargo, o que acabou sendo confirmado pela Casa Branca com o anúncio de hoje.
A nomeação feita pelo presidente Biden ainda requer confirmação pelo Senado dos Estados Unidos. A Casa está dividida igualmente por 50-50 entre republicanos e democratas, mas dada a urgência das condições na Ucrânia, espera-se que Brink seja confirmada ao cargo.