Biden deve anunciar reforço no programa de vacinação dos EUA

A porta-voz da Casa Branca, Jen Psaki / Foto: Casa Branca

São Paulo – A porta-voz da Casa Branca, Jen Psaki, afirmou que o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, deve explicar os avanços feitos até agora na campanha de vacinação contra covid-19 no país e apresentar os próximos passos para aumentar a participação da população no programa.

“Já fizemos um forte avanço e devemos chegar a 160 milhões de pessoas completamente vacinadas no fim da semana. No entanto, precisamos promover novas políticas para estimular a procura pela imunização”, afirmou ela em coletiva de imprensa.

De acordo com ela, o presidente Biden deve apresentar ainda hoje um programa em cinco partes para promover a vacinação no país. “Iremos promover uma propaganda porta a porta, daremos mais ênfase nos pedidos a médicos e centros comunitários para que estimulem a vacina, investiremos em maior conscientização entre pediatras e médicos de adolescentes, promoveremos mais espaços de vacinação em locais de trabalho e aumentaremos as clínicas móveis”, explicou ela.

As medidas são uma tentativa de acelerar o processo de imunização que vem estagnando no país. Um dos maiores problemas é a recusa de grande parte da população de buscar a vacina.

“A escolha de se vacinar é de cada um, mas, ao mesmo tempo, as pessoas que fizerem essa escolha devem saber que estão mais propensas aos perigos da covid-19 e não poderão retornar tão rápido à normalidade”, disse ela.

Segundo dados do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC, na sigla em inglês), 47,4% da população total dos Estados Unidos já foi completamente vacinada. Entre as pessoas maiores de 18 anos, apenas 58,2% receberam as duas doses do imunizante, um número que, segundo Psaki, “ainda está aquém do desejável para essa faixa”.