Biden apresenta pacote de US$ 1,9 tri de alívio por covid-19

224
O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, e sua vice, Kamala Harris / Foto: Campanha Joe Biden

São Paulo – O presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, apresentou um pacote de alívio por covid-19 de US$ 1,9 trilhão, incluindo maiores pagamentos diretos aos norte-americanos, maiores benefícios de desemprego e ajuda aos estados e governos locais.

“A crise do sofrimento humano está à vista e não há tempo a perder”, disse Biden, ao revelar o plano em uma declaração ontem à noite. “Temos que agir, e temos que agir agora.”

O plano inclui uma rodada de pagamentos diretos de US$ 1,4 mil por pessoa para a maioria das famílias, levando o total para US$ 2 mil, incluindo os pagamentos de US$ 600 aprovados em dezembro. Além disso, o pacote aumenta o benefício de seguro-desemprego de US$ 300 para US$ 400 por semana, até setembro.

A proposta de Biden inclui ainda US$ 350 bilhões em ajuda a governos locais e estaduais, além de US$ 170 bilhões para escolas e instituições de ensino superior.

Em um movimento de combate à pobreza há muito buscada por muitos democratas, o crédito tributário infantil aumentará de US$ 2 mil para US$ 3 mil neste ano sob o plano. O presidente eleito também pedirá ao Congresso que dobre o salário mínimo federal para US$ 15 a hora, outra prioridade democrata.

Com relação ao novo coronavírus, o plano inclui US$ 50 bilhões para testes de covid-19 e US$ 20 bilhões para um plano nacional de vacinação, com a instalação de centros de vacinação em massa e envio de unidades móveis para áreas remotas.

Segundo Biden, ao anunciar o plano, os melhores economistas concordam que, neste momento, “não podemos bancar inação”, pois é preciso retomar investimentos e empregos, e impedir danos duradouros à economia norte-americana.

“Eu sei que o que acabei de descrever não é barato, mas deixar de fazer isso vai nos custar caro”, disse Biden. “O consenso entre os principais economistas é que simplesmente não podemos deixar de fazer o que estou propondo.”

Por fim, ele pediu unidade no país e disse que esses passos ousados levarão tempo para estar onde precisam. “Haverá tropeços, mas sempre serei honesto com você sobre o progresso que estamos fazendo e quais contratempos encontraremos”, disse. “Quanto mais rápido agirmos, mais vidas salvaremos”, concluiu.