Biden anuncia US$ 800 milhões à Ucrânia após telefonema com Zelensky

176
O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden / Foto: Casa Branca

São Paulo – O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, falou ao telefone com o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, por quase uma hora hoje, um dia depois de Zelensky elogiar Biden por acusar o presidente russo Vladimir Putin de “genocídio” e “ditador”.
Biden disse em um comunicado que autorizou US$ 800 milhões em assistência adicionais de segurança, incluindo armas e munições, à Ucrânia.
“Os militares ucranianos usaram as armas que estamos fornecendo para causar um efeito desastroso”, disse Biden. “Enquanto a Rússia se prepara para intensificar sua ofensiva na região de Donbass, os Estados Unidos continuarão a fornecer à Ucrânia a capacidade de se defender.”
Zelensky fez uma postagem no Twitter sobre a conversa, dizendo: “Mais uma conversa com o presidente Biden. “Avaliamos os crimes de guerra russos. Discutimos pacotes adicionais de assistência macroeconômica e defensiva. Concordamos em aumentar as sanções”.
Mais cedo, a secretária do Tesouro, Janet Yellen, alertou que a China e outras nações estão se recusando a sancionar as futuras consequências econômicas da Rússia por não ajudarem a acabar com a “guerra hedionda” na Ucrânia. “Sejamos claros, a Coalizão Unificada de Países Sancionadores não será indiferente a ações que enfraqueçam as sanções”, disse Yellen.