BC do Japão rebaixa avaliação de economia do país

343
O presidente do Banco do Japão, Haruhiko Kuroda. (Foto: Sebastian Derungs/Fórum Econômico Mundial)

São Paulo – O Banco do Japão (BoJ) revisou para baixo sua avaliação da economia de todas as nove regiões do país pela segunda vez seguida, citando que a pandemia do novo coronavírus levou a uma deterioração econômica significativa.

“De acordo com avaliações de regiões do Japão, todas as nove regiões revisaram seus avaliações ante as anteriores, como foi o caso em abril de 2020, devido ao impacto do novo coronavírus (covid-19), e relataram que sua economia havia se deteriorado ou se encontrava em situação severa”, diz o BoE.

No relatório econômico regional anterior, divulgado em abril, o banco central havia relatado que a economia de todas as regiões do Japão estava relativamente mais fraca, ou enfrentando fortes pressões de queda, devido à pandemia.

Na decisão de política monetária mais recente, em meados de junho, o BoJ elevou para 110 trilhões de ienes (US$ 1,024 trilhão) o montante total de seu apoio ao financiamento corporativo, ante o valor anterior de 75 trilhões de ienes.

O banco manteve a taxa de depósitos em -0,1% e a meta para juros de 10 anos em zero, e também manteve sem limites as compras anuais de títulos do Japão. O BoJ “não hesitará em tomar medidas adicionais de afrouxamento, se necessário”, disse na ocasião.