BC do Canadá corta juros em 0,50 pp, para 1,25%, por novo coronavírus

231
Foto: Flickr

São Paulo – Depois do corte emergencial de juros do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano), o Banco do Canadá seguiu a mesma tendência e reduziu sua taxa básica em 0,50 ponto percentual (pp), para 1,25%, afirmando que o surto do novo coronavírus representa um choque material negativos para a economia canadense e global.

“A perspectiva é claramente mais fraca agora do que em janeiro”, afirma comunicado com a decisão. “À medida que a situação evolui, o conselho está pronto para ajustar ainda mais a política monetária, se necessário, para apoiar o crescimento econômico e manter a inflação na meta”, acrescenta a nota.

O banco central canadense disse ainda que a economia global mostrou sinais de estabilização antes do início do surto do novo coronavírus, no entanto, a disseminação da doença levou a um declínio acentuado da atividade comercial em algumas regiões, bem como a interrupções na cadeia de suprimentos, diminuindo os preços das commodities e fazendo com que o dólar canadense se depreciasse.

“É provável que, à medida que o vírus se espalhe, a confiança das empresas e do consumidor se deteriore, prejudicando ainda mais a atividade”, afirmou o Banco do Canadá em nota.

Ontem, o Fed realizou um corte de juros de emergência, passando a taxa da faixa de 1,50% a 1,75% ao ano para a faixa de 1,00% a 1,50% ao ano. A ação inesperada não era vista desde a crise de 2008. Na coletiva que seguiu a decisão, o presidente do Fed, Jerome Powell, disse que o novo coronavírus representa um risco para a atividade econômica norte-americana.