Banco central da Austrália mantém juros inalterados em 0,25% ao ano

123
Fachada do edifício do banco central da Austrália. (Foto: Divulgação/Reserve Bank of Australia)

São Paulo – O banco central da Austrália (RBA, na sigla em inglês) manteve a taxa básica de juros do país em 0,25%, seu menor nível histórico, e a meta de juros para os títulos de dívida pública de três anos em 0,25%, em meio à pandemia do novo coronavírus.

Segundo o RBA, em seu cenário base, o Produto Interno Bruto (PIB) da Austrália deve encolher 10% na primeira metade de 2020 e cerca de 6% no ano como um todo, e depois avançar 6% e, 2021. Outros cenários incluem uma recuperação econômica se houver progressos no combate à pandemia, ou uma piora no cenário base se restrições forem reimpostas.

O RBA disse que “está empenhado em fazer o possível para apoiar empregos, rendas e empresas durante este período difícil para garantir que a Austrália esteja bem posicionada para a recuperação esperada”, e que “não aumentará os juros até que haja progresso no sentido do pleno emprego, e está confiante de que a inflação será sustentável dentro da faixa da meta de 2% a 3%”.

Além disso, os mercados de títulos do governo melhoraram e o banco reduziu o tamanho e a frequência das compras de ativos, que até o momento totalizaram 50 bilhões de dólares australianos. “O banco está preparado para ampliar essas compras novamente e fará o que for necessário para garantir que os mercados de títulos permaneçam funcionais”. O RBA decidiu também ampliar o leque de garantias elegíveis para operações diárias de mercado aberto.

“Globalmente, os mercados financeiros estão funcionando mais efetivamente do que há um mês atrás, embora as condições não tenham sido completamente normalizadas. Essa melhoria reflete o declínio nas taxas de infecção e as medidas substanciais adotadas pelos bancos centrais e pelas autoridades fiscais”, diz o comunicado.