BB Seguridade aposta em diversificação de produtos e canais

Segundo o novo presidente da empresa, Márcio Hamilton Ferreira, companhia está investindo em digitalização e produtos multimercado

138

São Paulo – A BB Seguridade vai manter a estratégia de lançar novos produtos, com revisão de jornadas e benefícios, e de intensificar a transformação digital, após aumento de 18% no faturamento dos canais digitais no terceiro trimestre.

“Vamos continuar preparando a companhia para aumentar a diversificação de canais”, disse Márcio Hamilton Ferreira, que assumiu a presidência da BB Seguridade na semana passada, em teleconferência sobre os resultados do terceiro trimestre.

Na Brasilprev, o executivo pontuou que a divisão tem clientes com perfil mais conservador e que está usando o tempo de relacionamento para tranquilizá-los e impulsionar a migração da renda fixa para produtos multimercado. A companhia também está investindo em tecnologia para aumentar a eficiência operacional da operação e simplificação dos produtos, de olho na concorrência com as fintechs.

“Temos tido êxito em arrecadação e produtos multimercado. Em agosto, fizemos 28% do mercado de multimercados pela Brasilprev e em setembro devemos fechar em torno de 25%”, destacou Rafael Sperendio, superintendente executivo de finanças e relações com investidores da BB Seguridade.

Os executivos ressaltaram que a pandemia está aumentando a preocupação dos clientes em ter uma reserva financeira e está investindo em tecnologia para aumentar a oferta de planos de previdência.

“Em breve, anunciaremos dois canais alternativos para distribuição da Brasilprev”, disse Ferreira.

Os executivos destacaram que a alta no IGP-M em agosto e setembro contribuiu para os resultados financeiros da companhia no terceiro trimestre, disse o diretor de RI. Os maiores crescimentos foram no segmento Prestamista, de 24,7% em relação ao terceiro trimestre de 2019, e no Rural, de 27,9%, na mesma base de comparação.

“O desempenho do segmento rural foi bem o ano todo, por conta da pandemia”, disse Sperendio.

A companhia disse que está confortável em relação ao resultados de 2020, mas preferiu não divulgar um guidance.

“Para 2021, a expectativa é de ter um crescimento fundamentado em melhorias operacionais e é bastante positivas, mas ainda é cedo para dar estimativas, por conta do risco de um novo agravamento da pandemia, como está sendo observado na Europa”, disse.