BB desconhece irregularidades e não foi notificado por TCU

148
Foto divulgação: Banco do Brasil

São Paulo – O Banco do Brasil afirmou que não foi notificado pelo Tribunal de Contas da União (TCU), referente a possível investigação de irregularidades na gestão de Rubem Novaes, que deixou o cargo recentemente.

De acordo com reportagem da “CNN Brasil”, o sub-procurador-geral, Lucas Rocha Furtado, autuou o TCU, com pedido de medida cautelar, sobre irregularidade na gestão e na demissão de auditores, alegando que essas ações estão propensas a fragilizar as estruturas de controle e de governança do banco.

Em comunicado ao mercado, o BB afirmou que possui uma estrutura de governança que conta com reconhecimento público e que está adequada às regras de transparência previstas no Novo Mercado da B3.

O banco estatal ressaltou que possui um comitê de auditoria e uma unidade de auditoria interna, ambas ligadas diretamente ao conselho de administração e com autonomia, prevista em estatuto, para desempenhar suas funções com total independência.