Base monetária M3 da eurozona cresce 5,6% nos 12 meses até novembro

287

Por Júlio Viana

São Paulo – A base monetária do grupo de países que compõem a eurozona, medida pelo agregado monetário M3, cresceu 5,6% nos 12 meses até novembro, desacelerando após a alta de 5,7% dos 12 meses até outubro. Nos três meses até novembro, o crescimento médio da base monetária foi de 5,6%. Os dados foram divulgados pelo Banco Central Europeu (BCE).

O aumento do dinheiro em circulação é um dos pilares sobre os quais o BCE decide a política monetária e serve de referência para prever a inflação. O agregado M3 compreende o dinheiro em circulação, depósitos à vista e a prazo e títulos de dívida emitidos com vencimento em até dois anos, entre outros ativos.