Bank of America rebaixa estimativas da Ambev devido a aumento de custo

Foto divulgação: Ambev

São Paulo – O Bank of America (BofA) revisou para baixo as estimativas para a Ambev devido à expectativa de aumento da pressão sobre os custos da companhia.

“Apesar da melhoria nas dinâmicas da companhia, rebaixamos nossa estimativa de ebitda para 2022 em 4%, para R$ 21,1 bilhões, por alta pressão sobre os custos, em linha com 2021 e 11% abaixo do consenso”, disseram os analistas do BofA, em relatório.

Os analistas consideram que as projeção de aumento da receita por hectolitro, de 9% em 2021 e 5% em 2022, ainda estão longe de compensar a inflação de custos de 15%.

Com isso, a casa reiterou a recomendação da companhia em “Underperform” (baixo desempenho) e elevou o preço-alvo em R$ 15/US$2,9 por ação, de R$ 14/US$2,80 por ação.