Bank of America eleva recomendação e preço-alvo da Lojas Renner

Foto divulgação: Lojas Renner

São Paulo – O Bank of America (BofA) elevou a recomendação das ações da Lojas Renner para compra, de neutra, e o preço-alvo de R$ 45 para R$ 60, devido à expectativa de aumento de participação da companhia no fragmentado setor de vestuário brasileiro, fortemente impactado pelas restrições ao comércio impostas pela pandemia de covid-19, e com forte tendência de consolidação e digitalização.

“Historicamente, as desacelerações permitiram à Renner acelerar o crescimento da sua participação de mercado. Agora, os aumentos dos aluguéis vinculados ao IGP-M podem agravar as pressões sobre os lojistas mais modestos, que também parecem estar sofrendo maiores interrupções na cadeia de suprimentos. Nesse contexto, os múltiplos esforços de digitalização da Renner estão ampliando as lacunas de desempenho e contribuindo para a polarização das propostas de valor e lucratividade da indústria”, disseram, em relatório assinado por Robert E. Ford Aguilar, Melissa Byun, Vinicius Strano e Guilherme Vilela.

Às 16h02 (horário de Brasília), as ações LREN3 estavam entre as maiores quedas do Ibovespa de hoje, com recuo de 3,49%, a R$ 43,65.