Banco Inter convoca AGE para votar reorganização societária

204

São Paulo – O Banco Inter divulgou na quarta-feira (20) nota que confirma a convocação da Assembleia Geral Extraordinária (AGE) para votar a reorganização societária e, assim, listar a empresa no mercado dos Estados Unidos. A assembleia foi marcada para o dia 12 de maio.
A proposta de reorganização diz que a base acionária será transferida para a Inter& Co, Inc, nova denominação da Inter Platform, Inc., sociedade constituída de acordo com as leis da jurisdição de Cayman, a ser registrada junto à Securities and Exchange Commission (SEC), com a listagem de suas ações em bolsa de valores nos Estados Unidos.
A incorporação da totalidade das ações de emissão do Inter pela Inter Holding Financeira S.A. será realizada por seu valor patrimonial contábil, resultando na emissão, pela HoldFin, em favor dos acionistas do Inter titulares de ações ordinárias e preferenciais de sua emissão, inclusive titulares de units (acionistas do Inter), de duas classes de ações preferenciais de emissão da HoldFin obrigatoriamente resgatáveis: uma classe resgatável em BDRs, conforme a Opção BDRs, e a outra classe resgatável em dinheiro, conforme a Opção Cash-Out (PNs Resgatáveis).
Após consumada a reorganização societária, o Inter preservará sua personalidade e patrimônio próprio, inexistindo sucessão legal. Como ato subsequente e interdependente da Incorporação de Ações, haverá o resgate da totalidade das PNs Resgatáveis mediante a entrega, aos acionistas do Inter.
Por fim, o comunicado diz que estrutura societária da Inter&Co, após a conclusão da reorganização societária, visa permitir ao Inter implementar a sua estratégia de negócios e de crescimento e, ao mesmo tempo, garantir o cumprimento dos requisitos regulatórios do Banco Central.
“Após a conclusão da reorganização societária, o acionista controlador do Inter controlará a Inter&Co e, indiretamente, o Inter, por meio da titularidade de Class B Shares, as quais têm direito a 10 votos por ação.
Em razão da regulação aplicável ao Banco Inter, tal estrutura está sendo proposta com o principal objetivo de permitir levantar capital adicional no futuro por meio de emissão de instrumentos de equity, em especial ações, visando implementar sua estratégia de crescimento, preservando, dessa forma, a estrutura de governança e controle exigida pelo Banco Central”, detalha a nota do banco.