Banco da Inglaterra relaxa restrições e libera dividendos de bancos

194
BoE Reino Unido
Sede do Banco da Inglaterra (BoE, na sigla em inglês). Foto: Divulgação; Banco da Inglaterra

São Paulo – O Banco da Inglaterra (BoE) anunciou que os bancos podem retomar o pagamento de alguns dividendos e bônus, uma vez que as instituições financeiras parecem bem capitalizados e resilientes aos impactos da pandemia do novo coronavírus.

“A Autoridade de Regulação Prudencial (PRA, na sigla em inglês) julga que uma extensão da ação excepcional e cautelar tomada em março não é necessária e que há espaço para os bancos devem recomeçar algumas distribuições se seus conselhos decidirem fazê-lo, dentro de uma estrutura de prudência apropriada”, diz o BoE, em comunicado.

Segundo o banco, o Comitê de Regulação Prudencial (PRC) e o Comitê de Política Financeira (FPC) já realizaram dois testes de estresse das posições de capital dos bancos e “julgaram que os bancos são resilientes a uma ampla gama de resultados econômicos, incluindo cenários econômicos que são materialmente mais severos do que expectativas centrais atuais”.

Assim, “com base nessas avaliações, embora alguns fatores contrários às posições de capital dos bancos sejam esperados durante 2021, a avaliação da PRA é que os bancos permanecem bem capitalizados e capazes de apoiar a economia”, diz o comunicado.

“A PRA pretende fazer a transição de volta para sua abordagem padrão de definição de capital e distribuições de acionistas até 2021”. Sob essa estrutura, segundo a nota, os conselhos dos bancos são responsáveis por tomar decisões de distribuição sujeitas apenas às restrições padrão da estrutura regulatória, incluindo o teste de estresse anual regular.