Banco da Inglaterra questiona instituições sobre prontidão para juros negativos

100
BoE Reino Unido
Sede do Banco da Inglaterra (BoE, na sigla em inglês). Foto: Divulgação; Banco da Inglaterra

São Paulo – O Banco da Inglaterra (BoE) perguntou aos bancos se eles estão prontos para taxas de juros zero ou negativas, na medida em que considera o uso desta ferramenta para lidar com os impactos da pandemia do novo coronavírus na economia do Reino Unido.

“Como parte deste trabalho, estamos solicitando informações específicas sobre a atual prontidão para lidar com uma taxa bancária zero, uma taxa bancária negativa ou um sistema em camadas de remuneração de reserva – e as etapas que você precisa tomar para se preparar para a implementação destes”, disse o vice-presidente do BoE, Sam Woods, em carta enviada ontem aos bancos.

Segundo ele, é importante que bancos e empresas compreendam as implicações dessa abordagem potencial “uma vez que o Comitê de Política Monetária (MPC, na sigla em inglês) pode considerar adequado escolher várias opções com base na situação no momento”.

Além disso, “também estamos procurando entender se pode haver potencial para soluções de curto prazo ou soluções alternativas, também como mudanças de sistemas permanentes”, segundo Woods. Na carta, ele define até 12 de novembro para os bancos responderem.

A próxima reunião do MPC está marcada para o dia 3 de novembro. No mês passado, o BoE anunciou que estava considerando reduzir as taxas abaixo de zero, se necessário. O banco cortou os juros de 0,25% para 0,1% em março, seu recorde de baixa, para apoiar a economia em meio à pandemia de covid-19.