Banco central lança novo sistema de financiamento aos bancos

169

São Paulo – O Banco do Japão (BoJ) anunciou, em uma reunião extraordinária de política monetária, um novo mecanismo de financiamento aos bancos, de cerca de 30 trilhões de ienes, visando a apoiar em especial pequenas e médias empresas em meio à pandemia do novo coronavírus.

O BoJ manteve a taxa de depósitos em -0,1% e a meta para juros de 10 anos em zero, e manteve sem limites as compras anuais de títulos do Japão. “O banco comprará uma quantidade necessária de títulos do Japão sem definir um limite superior para que os juros de 10 anos dos títulos do Japão permaneçam em torno de zero”.

Em comunicado, o banco central disse o novo mecanismo de crédito começará em junho. Sob o sistema, o BoJ fornecerá fundos a contrapartes elegíveis, que participam do programa de empréstimos do governo, com juros zero e sem garantias por até um ano.

Além disso, uma taxa de juros de 0,1% será aplicada aos depósitos mantidos por instituições financeiras no banco central, correspondentes aos valores de empréstimos concedidos por meio do novo programa.

O banco também continuará comprando anualmente 180 bilhões de ienes em fundos imobiliários com cotas negociáveis em bolsa, e as compras anuais de ETFs (fundo de índice, ou exchange-traded fund, em inglês) serão de 12,0 trilhões de ienes.

Por fim, quanto a commercial papers e títulos de empresas, o banco manterá compras em cerca de 2 trilhões de ienes e cerca de 3 trilhões de ienes, respectivamente. Além disso, até o final de março de 2021, realizará compras adicionais com o limite de 7,5 trilhões de ienes para cada ativo.