Banco central do Canadá mantém juros em 0,25% e sinaliza estabilidade

159
Fachada do banco central do Canadá / Foto: Banco do Canadá

São Paulo – O banco central do Canadá manteve a taxa básica de juros do país inalterada em 0,25% e sinalizou que ficará neste patamar ao menos até 2023, ao mesmo tempo em que anunciou mudanças no seu programa de compra de ativos.

“À medida que a economia se recupera, continuará a exigir um apoio extraordinário da política monetária”, de acordo com BC canadense, em comunicado.

“O Conselho manterá a taxa básica de juros no limite inferior efetivo até que a folga econômica seja absorvida, de modo que a meta de inflação de 2% seja alcançada de forma sustentável. Em nossa projeção atual, isso não acontecerá até 2023”.

Além disso, “o banco está recalibrando seu programa de afrouxamento quantitativo (QE, na sigla em inglês) para mudar as compras para títulos de prazo mais longo, que têm influência mais direta nas taxas de empréstimo que são mais importantes para famílias e empresas”.

Ao mesmo tempo, o total de compras será reduzido gradualmente para pelo menos 4 bilhões de dólares canadenses por semana, ante o valor mínimo atual de 5 milhões de dólares canadenses.

Em um documento separado, o Relatório de Política Monetária, o banco disse que, depois da recuperação vista com a retirada de medidas de contenção, “a economia canadense transitou para uma fase de recuperação mais lenta e prolongada de sua recuperação”.

Segundo o relatório, “a recuperação inicial foi mais forte do que o esperado”, mas o ritmo deve desacelerar no quarto trimestre deste ano, com o avanço de números de covid-19. A projeção é de queda de 4,3% no Produto Interno Bruto (PIB) do quarto trimestre em base anual.