B3 confirma falha na liquidação de ações ON e PN do Modalmais

São Paulo – A B3 confirmou que os negócios realizados com as ações ordinárias (ON) e preferenciais (PN) do banco digital Modalmais (MODL3 e MODL4, respectivamente), realizados na última sexta-feira (30) e ontem (3), foram cancelados porque haveria falha na liquidação dos negócios, já que a maior parte das operações foi realizada sem se levar em conta a impossibilidade de desmembrar, nesse momento, as units (MODL11) em MODL3 e MODL4, conforme estava explícito no prospecto da referida oferta.

“A decisão por cancelar os negócios com MODL3 e MODL4 realizados nas datas mencionadas levou em consideração a constatação de que haveria falha de liquidação na maioria dos negócios envolvendo essas ações, o que poderia levar a impactos significativos no processo de formação de preço e nos processos de compensação e liquidação da B3”, informou a B3, em nota, em complemento às comunicações divulgadas ontem sobre o assunto.

Já as negociação de ações e units do banco, que foram objeto de oferta pública na última semana, seguem liberadas normalmente nos seus ambientes de negociação, sem qualquer restrição. Os negócios envolvendo esses papéis nos dias 30 de abril e e 3 de maio serão compensados e liquidados normalmente nos ambientes da B3.

Ontem, fontes consultadas pela Agência CMA relataram que as negociações de ações ON e PN do banco digital Modalmais seriam canceladas, enquanto as units, que estiveram em leilão no pregão de hoje, permaneceriam com negociações válidas. As fontes apontaram possível erro da Bolsa ao permitir as negociações. Procurada na ocasião, a B3 tinha dito que não estava se pronunciando sobre a questão.

O Modalmais estreou na Bolsa na última sexta-feira depois que levantou R$ 1,021 bilhão em sua oferta pública de distribuição primária e secundária de ações (IPO). Foi ofertado um lote de 51.050.000 units e um lote suplementar de 7.650.000 units, que foram precificadas em R$ 20,01.

Edição: Danielle Fonseca (daniele.fonseca@cma.com.br)