B2W quer avançar em serviços financeiros e marketplace

Foto divulgação: B2W

São Paulo – Em 2021, a B2W Digital quer ampliar sua oferta de soluções financeiras com o aplicativo AME, para capturar oportunidades com a ampliação do sistema financeiro, com o open banking e do PIX, e por isso investiu na compra das empresas Bit Capital e Paraty.

“Em 2020, foi o ano de crescimento de aceitação do aplicativo AME, com parcerias como com a BR Distribuidora, que traz um uso mais regular e gera crescimento”, disse Raoni Lapagesse, diretor de relações com investidores da B2W Digital.

Atualmente, o aplicativo permite realizar pagamentos com depósitos pré-pago, crédito e oferece as funções de fidelidade, marketplace e conta digital.

A companhia construiu uma plataforma multimodal que conecta entregadores de vários modais, como caminhão, bicicletas e nas proximidades das lojas físicas, e permite uso de dados para planejar as entregas.

“Em 2021, queremos que a malha esteja a serviço do marketplace. O seller que adere ao fullfilment pode usar o serviço de frete grátis. Vamos priorizar as entregas rápidas, entre duas e três horas. A logísitca acaba sendo um negócio de volumes e gera um ciclo virtuoso de melhorias, como por exemplo, em custos”, disse o executivo.

A operação de marketplace em supermercados da companhia inclui Lojas Americanas e mais de 1.100 parcerias, com redes como Carrefour e Big, por exemplo, e o Supermercado Now, comprado pela empresa no quarto trimestre.

RESULTADOS

A B2W Digital registrou reverteu o prejuízo do terceiro trimestre de 2020 e registrou lucro líquido de R$ 15,6 milhões no quarto trimestre do ano passado, excluindo os efeitos da consolidação da transportadora da B2W digital. No acumulado de 2020, a companhia tem prejuízo de R$ 203 milhões.

A receita líquida da empresa melhorou 50% no período e totalizou R$ 3,330 bilhões na comparação anual. O ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado alcançou R$ 385,7 milhões no trimestre, alta de 51,7% na base anual.

O Gross Merchandise Volume (GMV), que são as vendas de mercadorias próprias, vendas realizadas no marketplace, após devoluções e incluindo impostos, alcançou R$ 9,184 bilhões no quarto trimestre, 38,2% maior que o visto no mesmo período de 2019.