Azul fecha acordo que reduz em 77% custo de aluguel de aviões

146
Foto divulgação: Azul Linhas Aéreas

São Paulo – A Azul fechou um acordo para diminuir em 77% o custo do aluguel de aeronaves previsto para o período de abril a dezembro, a R$ 566 milhões. Os aluguéis mensais menores serão compensados por valores ligeiramente superiores a partir de 2023, ou pela extensão de certos contratos a taxas de mercado, disse a empresa em comunicado enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

A Azul estima que o acordo, que representa mais de 98% do passivo de arrendamento da companhia, resultará em uma economia de capital de giro de R$ 3,2 bilhões do início da crise até o final de 2021. O cronograma de pagamento será baseado em uma estimativa conservadora de retomada da demanda.

Como resultado das negociações com seus parceiros, o passivo de arrendamento da empresa deverá diminuir em R$ 3,4 bilhões entre o final de março e dezembro, totalizando R$ 12,5 bilhões no final do ano, um reflexo do valor presente dos contratos renegociados de acordo com o IFRS 16.