Avaliação negativa de Bolsonaro cresce pela 4ª vez seguida, diz pesquisa da XP

200
O Presidente da República, Jair Bolsonaro. (Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil)

Brasília – A rodada de fevereiro da pesquisa XP/Ipespe mostra que segue em trajetória crescente a reprovação à gestão do presidente Jair Bolsonaro. O grupo dos que consideram a administração ruim ou péssima passou de 40% em janeiro para 42% neste mês. No mesmo sentido, oscilou de 32% para 30% os que veem o governo como bom ou ótimo. Este é o quarto levantamento consecutivo em que há aumento na avaliação negativa, que cresce desde outubro, quando atingia 31%.

A avaliação do governo do presidente Jair Bolsonaro teve aumento na avaliação negativa pela quarta vez consecutiva. Em fevereiro, a avaliação ruim ou péssima passou de 40% em janeiro para 42% neste mês ao mesmo tempo em que a avaliação boa ou ótima passou de 32% para 30%. Os dados são da pesquisa XP/Ipespe realizada em fevereiro.

Segundo a pesquisa, a alta na reprovação é impulsionada principalmente pelo grupo dos mais pobres. Entre os que ganham até dois salários mínimos ela saltou de 39% para 45% e pelas regiões Norte-Centro-Oeste que aumentou de 32% em janeiro para 40% em fevereiro e Nordeste que passou de 43% para 48%.

Em relação a atuação do governo no combate ao coronavírus, o levantamento também mostra piora na avaliação da atuação de Bolsonaro. A avaliação ruim ou péssima passou de 52% para 53%.

Foram realizadas 1.000 entrevistas de abrangência nacional, nos dias 2, 3 e 4 de fevereiro. A margem de erro é de 3,2 pontos percentuais.