Setor de serviços no Japão cai em fevereiro

150
Bandeira do Japão hasteada em frente à ONU. / Foto: Vreative commons

São Paulo, 19 de fevereiro de 2021 – O índice dos gerentes de compras (45, de acordo com dados preliminares divulgados pelo instituto de pesquisas IHS Markit e pelo Jibun Bank.

Leituras acima de 50 pontos sugerem expansão da atividade, enquanto valores menores apontam contração. O PMI composto, que agrega dados sobre a atividade dos setores industrial e de serviços subiu para 47,6 pontos em fevereiro, de 47,1 pontos em janeiro.

“A economia do setor privado japonês continuou a se deteriorar em fevereiro, quando os dados mais recentes de PMI preliminar sinalizaram um declínio adicional na atividade comercial. Os novos pedidos também caíram de forma sólida, liderados pela demanda domestica”, diz o economista do IHS, Usamah Bhatti.

“As empresas estavam otimistas de que as condições de negócios vão melhorar nos próximos 12 meses. O sentimento positivo veio da esperança de que o fim da doença do novo coronavírus induziria a uma recuperação no mercado interno e externo. No entanto, a interrupção causada pela pandemia é provável que permaneça no futuro imediato.”