Atividade industrial da China volta a crescer em agosto

Por Cristiana Euclydes

São Paulo – O índice dos gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) sobre a atividade industrial da China subiu para 50,4 pontos em agosto, após registrar 49,9 pontos em julho, de acordo com dados divulgados pelo instituto IHS Markit em parceria com o grupo de mídia Caixin.

Leituras acima de 50 pontos sugerem expansão da atividade, enquanto valores menores apontam contração. Embora apenas marginal, esta foi a alta mais forte registrada desde março, puxada pelo subíndice de produção, que permaneceu em território positivo e subiu ainda mais.

Os novos pedidos desaceleraram, mas ficaram em território expansionista.

Já os novos pedidos de exportação permaneceram em contração e caíram para o nível mais baixo deste ano, “refletindo a queda da demanda externa em meio a intensificando a disputa comercial entre a China e os Estados Unidos”, disse o diretor do CEBM Group, Zhengsheng Zhong.

Por fim, houve leve melhora nas condições de emprego, mas não houve sinais de melhoria na disposição das empresas de reabastecer estoques de insumos ou em sua confiança. Os preços industriais caíram.

“A economia da China mostrou sinais de recuperação no curto prazo, mas a pressão de queda continua sendo um problema de longo prazo. Entre as instáveis relações sino-americanas, a China precisa intensificar políticas anticíclicas”, disse Zhengsheng Zhong.

WP Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com