Anvisa decide domingo sobre uso emergencial de vacinas contra covid

113
Foto: União Europeia (UE)

São Paulo – A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) fará uma reunião no domingo (17) para decidir se concederá ao Instituto Butantan e à Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) autorização para o uso emergencial das vacinas contra a covid-19 desenvolvidas pela Sinovac e pela AstraZeneca.

A data equivale ao penúltimo dia do prazo estabelecido pela própria agência como meta para análise dos pedidos. Em nota publicada ontem, a Anvisa cobrou das duas instituições a entrega de documentos que ainda estão pendentes. “Faz-se necessária a entrega, em tempo hábil para análise, dos documentos faltantes e complementares”, afirmou.

Dados atualizados às 22h15 de ontem apontam que, no caso do Butantan – representante da vacina desenvolvida pela Sinovac -, ainda precisam ser apresentados 5,5% dos documentos necessários para a análise do pedido de uso emergencial, e outros 29,8% ainda precisam de complementação. A análise foi concluída em 40,7% dos documentos, e outros 24,0% estão sendo avaliados.

A Fiocruz – que representa a vacina da AstraZeneca e da Universidade de Oxford – entregou todos os documentos necessários, mas precisa complementar 18,4% deles. A análise foi concluída para 32,6% do material apresentado, e outros 49,0% ainda estão pendentes de análise.