ANP prevê até R$ 5,239 bilhões em exploração de petróleo em 2021

108

São Paulo – A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) atualizou as previsões anuais sobre atividades de exploração de petróleo e gás natural e prevê um orçamento de R$ 5,239 bilhões na exploração de 38 poços em 2021. Já as atividades de sísmica 2D e 3D devem ter investimentos de R$ 120,161 milhões e de R$ 44,097 milhões, respectivamente. Os dados se referem a informações declaradas pelos operadores à ANP.

Os contratos de concessão, cessão onerosa e os de partilha da produção se dividem em duas fases: exploração e produção. A fase de exploração precede a fase de produção e tem por objetivo descobrir e avaliar jazidas de petróleo e/ou gás natural. A fase de produção é aquela em que as acumulações de petróleo e/ou gás natural descobertas e que tiveram sua viabilidade comercial comprovada dão origem a um campo produtor, sendo desenvolvidas e postas em produção para abastecer o mercado.

Já a produção de petróleo deve chegar a 463.958,14 m/dia em 2021 e seguir aumentando até 2025, chegando a 505.520,36 m/dia em 2022, 545.310,41 m/dia em 2023, 567.625,1 m/dia em 2024 e 571.508,11 m/dia em 2025.

A previsão de produção de gás natural, por sua vez, é de 129.174,27 Mm/dia em 2021, 148.327,64 Mm/dia em 2022, 158.136,41 Mm/dia em 2023, 163.803,37 Mm/dia em 2024 e 173.222,27 em 2025.

Segundo a ANP, não há garantia de efetivação das estimativas ao longo do período simulado, em função das incertezas inerentes às variáveis consideradas, bem como à possibilidade de apresentação de atualizações e revisões destas estimativas pelos operadores.