Ano começa com consumidor podendo aderir à tarifa branca

182

Por Leandro Tavares

São Paulo – Os consumidores brasileiros terão neste ano de 2020 a possibilidade de aderir à tarifa branca de energia elétrica, que estava em vigor desde 2018 para os grandes consumidores.

A tarifa branca introduzida pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) possibilita a redução do preço da energia elétrica fora do horário considerado de pico, que vai de 17h às 20h59 nas regiões pelo Brasil. É importante ressaltar que cada concessionária de distribuição define o horário de pico.

Nos dias úteis, a cobrança será dividida em três faixas de horário, sendo a tarifa vermelha, considerado horário de ponta, entre o fim da tarde e o início da noite, enquanto a faixa amarela será entre uma hora antes e depois do horário de pico e a faixa verde com custo baixo no restante do dia.

Nos fins de semana e feriados, por sua vez, a tarifa será cobrada pelo valor fora do horário de pico. A mudança não vale para unidades residenciais consideradas de baixa renda, que já possuem tarifas diferenciadas.

O consumidor terá que aderir junto à sua distribuidora a tarifa branca a partir de janeiro. Feito isso, a concessionária instalará um novo medidor de energia que vai registrar o consumo nas diferentes faixas de horários.