ANM retira protocolos de emergência de três barragens da Vale em MG

Divulgação: barragem de mineração

São Paulo, 1 de abril de 2021 – A Vale informou que, em março, 75 das 104 estruturas inseridas no sistema de gestão de segurança de barragens de mineração, da Agência Nacional de Mineração (ANM), agora apresentam declarações de condição de estabilidade positivas, um acréscimo de três estruturas em relação a fevereiro.

As três estruturas que passaram a contar com declarações positivas e tiveram seus protocolos de emergência em nível 1 retirados são Capim Branco, na Mina Jangada e Menezes II, na Mina Córrego do Feijão, ambas em Brumadinho, e Taquaras, na Mina Mar Azul, em Nova Lima. Todas estão no estado de Minas Gerais.

“As condições de segurança dessas estruturas foram consideradas adequadas após a adoção de medidas para melhoria de segurança”, informou a companhia, em nota.

Um total de 29 estruturas do negócio de Minerais Ferrosos não conta com declarações positivas e têm protocolos de emergência ativos, sendo 19 deles em nível 1, 8 em nível 2 e 3 em nível 3. Todas as 11 estruturas relativas ao negócio de Metais Básicos contam com declarações positivas, acrescentou.

As informação foram atualizadas pela companhia em 31 de março, em atendimento ao envio semestral à agência dos relatórios de inspeção de segurança regular de suas barragens.